RESENHA: PORTAL DO TEMPO

A. C. Crispin | Aleph | 256 páginas | 2016

Em meio a uma partida de antiquado xadrez bidimensional, Spock fica impressionado com os movimentos (a princípio sem sentido) do Dr. McCoy. Preocupado com o destino da sua rainha, o Dr. percebe a aproximação de uma jovem cadete. Teresa McNair, recém-saída da Academia que parece analisar muito cuidadosamente o material de uma micro-leitora. A foto, objeto de toda aquela analise, mostrava pinturas que faziam parte de dados arqueológicos do sistema Beta Niobe. A datação por nêutrons indicava que as pinturas tinham 5 mil anos de idade. Era muito estranho que as pinturas retratassem um rosto bastante parecido com o de Spock, uma vez que aquela região não havia sido colonizada por vulcanos. Ainda mais estranho, era a coincidência…

Continuar lendo

Anúncios